O Dr. Bruno Silva-Santos explica o que é a Imunoterapia

 

Veja como funciona a Imunoterapia

 

Saiba mais sobre a Imunoterapia

O QUE É A IMUNOTERAPIA

A imunoterapia é uma forma inovadora de tratamento para o cancro, através da qual se induz uma activação do sistema imunitário, ou seja, as células do próprio organismo, que o defendem naturalmente contra as infecções, irão ser estimuladas a defendê-lo também contra o cancro. Assim, quando as células de determinado órgão do organismo se transformam em células tumorais, elas poderão ser reconhecidas pelos linfócitos, os “soldados” do sistema imunitário (glóbulos brancos) que terão a capacidade de as reconhecer e de as destruir eficazmente.

Durante mais de um século os investigadores e imunologistas tentaram várias vias de activação do sistema imunitário contra o cancro, mas sem sucesso significativo. O grande ponto de viragem veio no final dos anos 90, quando, pela primeira vez, se descobriu que existiam travões moleculares, ou seja, moléculas que impedem os linfócitos de serem activados e que, consequentemente, o tumor conseguia escapar ao sistema imunitário, inibindo os linfócitos e impedindo que estes o eliminassem. A partir deste momento entrou-se num novo período de investigação, para impedir que esses travões moleculares fossem accionados, de maneira a preservar a activação dos linfócitos para eliminar o cancro.

Na última década houve grandes avanços na aplicação da imunoterapia, com a descoberta de novas vias de sinalização e desenvolvimento de anticorpos monoclonais que inibem os travões moleculares a nível clínico. Conseguiu-se finalmente desenvolver um tratamento baseado na activação eficaz dos linfócitos de modo a que estes destruam as células tumorais. Neste momento, é possível tratar doentes para os quais não havia solução terapêutica com os tratamentos convencionais de quimioterapia e radioterapia, e finalmente existe uma nova esperança, com respostas duradouras e eficazes, em vários tipos de cancro.

Por outro lado, a imunoterapia é cada vez mais vista como potencial tratamento de primeira linha para vários tumores, e não apenas como alternativa após falência de outras terapêuticas.

Estamos numa nova era de tratamento em que a activação dos linfócitos do próprio doente, por acção destes novos fármacos da imunoterapia, poderá ser decisiva no tratamento eficaz do cancro.

Para aceder a mais informação sobre cancro aceda ao site infocancro.

Veja os videos sobre imunoterapia

O que é a Imunoterapia

 

O que acontece às células quando temos cancro

 

Como surgiu a Imunoterapia

 

Que importância tem hoje em dia?

 

É uma segunda opção de tratamento?

 

Veja o vídeo completo