LINFOMA NÃO HODGKIN: NÁUSEAS E VÓMITOS

O doente tratado com quimioterapia ou radioterapia para o linfoma não-Hodgkin pode sentir náuseas ou vómitos. As medicações existentes para atenuar estes efeitos (anti-eméticos) são muito eficazes. Podem ser administradas por injecção intravenosa juntamente com a quimioterapia, ou em comprimidos.

Os anti-eméticos são melhores para prevenir o enjoo do que para o tratar após ter surgido.  Por conseguinte, é preferível tomá-los regularmente, como recomendado, mesmo que o doente não tenha náuseas e vómitos. Existem muitos tipos diferentes de anti-eméticos, sendo que alguns são mais eficazes nalgumas pessoas do que noutras. Se não se revelarem eficazes, pode experimentar outros. Sempre de acordo com o conselho do seu médico.

Para além destas medicações, o doente pode recorrer a medidas simples para reduzir as náuseas, designadamente:

  • Evitar odores fortes, como perfumes e aftershaves intensos, o cheiro dos cozinhados, assim como alimentos ricos em gordura, carnes vermelhas e sabores fortes
  • As bebidas com gás podem reduzir os enjoos nalguns doentes, embora outros considerem que a gaseificação lhes provoca maior desconforto

 

 

 

Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso.

As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico ou farmacêutico.

 

Termos Legais | Política de Privacidade | Glossário

© Todos os direitos reservados Roche Farmacêutica Química Lda