LINFOMA NÃO-HODGKIN: LIDAR COM O TRATAMENTO

O tratamento para o linfoma não-Hodgkin pode ser uma experiência intensa que o pode deixar física e emocionalmente desgastado.  Se nunca o tiver efectuado, deve perguntar ao médico ou enfermeiro de que tipo de tratamento se trata e quais os possíveis resultados.

Peça que lhe expliquem os efeitos secundários que podem ocorrer com cada tratamento e o que fazer para lidar com eles.  Tome note do nome dos tratamentos para não se esquecer.

Se tiver dúvidas sobre os benefícios a que tem direito ou quaisquer outras preocupações, consulte o médico ou o enfermeiro, que lhe indicarão onde pode obter mais informações.

Para se sentir o melhor possível durante o tratamento, é fundamental fazer uma alimentação saudável e aprender a lidar com o stress e a tensão de viver com linfoma não-Hodgkin. Só assim poderá enfrentar, da melhor maneira, as próximas semanas e meses que terá de passar até chegar ao fim do tratamento.

O mais importante é lembrar-se de que não está só.  Existem associações que o podem ajudar a lidar com quaisquer questões e ouvir a sua história.

Alguns links úteis:

Alterações do estilo de vida
Viver com saúde
Procurar apoio

 

 

Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso.

As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico ou farmacêutico.

 

Termos Legais | Política de Privacidade | Glossário

© Todos os direitos reservados Roche Farmacêutica Química Lda