CANCRO DO PULMÃO: ACOMPANHAMENTO

Actualmente, com o avanço e melhoria na detecção e tratamento precoces do cancro, muitas pessoas ficam curadas.

Depois de tratar o cancro do pulmão, é importante fazer avaliações gerais periódicas do estado de saúde; mesmo quando se pensa que o cancro foi completamente removido ou destruído, por vezes a doença reaparece: basta uma célula cancerígena não ter sido detectada e ter permanecido no organismo, após o tratamento, para que o cancro volte a aparecer, no mesmo local ou não.

Regularmente, o médico monitoriza, ou seja, avalia a recuperação e verifica se houve recorrência da doença. Para tal, deverão ser realizados alguns exames, que podem incluir exame físico, radiografia (raio-X) ao tórax ou testes laboratoriais. As avaliações gerais, ajudam a assegurar que não houve alterações de saúde.

Se houver uma recidiva, o médico irá decidir com a pessoa, quais os novos objectivos do tratamento e um novo plano de tratamentos.

Durante os exames médicos de acompanhamento ou follow-up, o médico também observa outros problemas, como a ocorrência de efeitos secundários da terapêutica anti-cancerígena que possam surgir algum tempo após o tratamento (por vezes meses, ou anos). Os exames regulares ajudam a assegurar que quaisquer alterações na saúde são detectadas e tratadas, se necessário.

Se surgir qualquer problema de saúde no período entre as consultas marcadas, deverá contactar o médico.

Colocar algumas questões ao médico, pode ajudar a compreender melhor a situação.

  • Após o tratamento, com que frequência deverei ser reavaliado? Que tipo de cuidados continuados deverei ter?
  • Estarei eventualmente apto a voltar às minhas actividades normais?
  • Quem vai estar envolvido com o meu tratamento e reabilitação? Qual é o papel de cada membro da equipa médica que me vai seguir?
  • Qual tem sido a sua experiencia no tratamento de doentes com cancro do pulmão?
  • Existem grupos de apoio na área, com pessoas com quem eu possa falar? Existem organizações onde eu possa obter mais informação sobre o cancro, especialmente cancro do pulmão?
Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso. As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico.