CANCRO DA PRÓSTATA: QUEM ESTÁ EM RISCO

Muitas vezes, o médico não consegue explicar porque é que uma pessoa desenvolve cancro da próstata e outra não. No entanto, a investigação demonstra que determinados factores de risco aumentam a probabilidade de uma pessoa vir a desenvolver este tipo de cancro. Globalmente, os factores de risco mais comuns, para o cancro da próstata, são em seguida apresentados.

Estão estudados os seguintes factores de risco para o cancro da próstata:

  • Idade: a idade é o factor de risco mais importante para o cancro da próstata. Esta doença é rara em homens com menos de 45 anos, embora a probabilidade aumente exponencialmente com o avanço da idade. A maioria dos homens com cancro da próstata, têm mais de 65 anos.
  • História familiar: o risco de um homem ter cancro da próstata, é mais elevado do que a média, se o seu pai ou irmão tiveram a doença.
  • Raça: o cancro da próstata é mais comum nos homens de raça negra, do que de raça branca (caucasiana), incluindo os homens brancos hispânicos. É menos comum entre os homens Asiáticos e os Índios americanos.
  • Determinadas alterações da próstata: apresentar células anómalas, chamadas neoplasia intra-epitelial da próstata ( PIN ) de grau elevado, pode aumentar o risco de cancro da próstata. Estas células da próstata apresentam um aspecto anómalo, quando observadas ao microscópio.
  • Dieta: alguns estudos sugerem que homens que fazem uma dieta rica em gordura animal, ou em carne, podem ter risco aumentado de ter cancro da próstata. Do mesmo modo, homens que façam uma dieta rica em frutos e vegetais, podem apresentar um risco mais baixo.

Os cientistas investigaram se a HBP, a obesidade, o fumo, os vírus sexualmente transmitidos ou a falta de exercício, podem aumentar o risco de cancro da próstata. Até agora, não parecem ser factores de risco importantes. A maioria dos estudos também não encontrou um risco aumentado de cancro da próstata em homens que fizeram uma vasectomia (cirurgia para cortar ou selar os tubos através dos quais o esperma sai dos testículos).

Muitos homens com factores de risco conhecidos, não sofrem de cancro da próstata. Por outro lado, muitos dos que sofrem desta doença, não apresentam qualquer destes factores de risco (para além de terem mais de 65 anos).

Se pensa que pode apresentar risco aumentado para ter cancro da próstata, deverá discutir essa preocupação com o médico; poderá saber como reduzir o risco e qual será o calendário ideal para fazer exames regulares.

Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso. As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico.