CANCRO DA PRÓSTATA: FORMAS DE DIAGNÓSTICO

Se apresentar sintomas ou resultados de exames que sugiram cancro da próstata, o médico irá questionar acerca da sua história clínica e familiar, irá observá-lo (exame físico) e poderá, ainda, pedir exames laboratoriais. Os exames e testes podem incluir um toque rectal, uma análise à urina, para detectar sangue ou uma infecção, e análises sanguíneas, para medir o nível de PSA .

O médico pode, ainda, pedir outros exames:

  • Ecografia trans-rectal: o médico insere uma sonda no recto, para detectar zonas anómalas. A sonda envia ondas sonoras que não podem ser ouvidas pelos humanos (ultra-sons). As ondas sonoras são reflectidas na próstata e um computador usa os ecos para criar uma imagem, chamada de ecografia.
  • Cistoscopia: o médico vê o interior da uretra e da bexiga, através de um tubo fino e iluminado.
  • Biópsia: consiste na remoção de tecido, para procurar células cancerígenas. O médico insere uma agulha, através do recto, até à próstata, e remove uma pequena quantidade de tecido (biópsia trans-rectal). O médico retira amostras de tecido de diversas zonas da próstata. Pode ser usada uma ecografia, para guiar a agulha. Um patologista, usa um microscópio para detectar células cancerígenas no tecido. A biópsia é o único método seguro de diagnosticar o cancro da próstata.

Antes de fazer uma biópsia, pode querer colocar algumas questões ao médico:

  • Onde vou fazer a biópsia? Vou ter que ir para o hospital?
  • Quanto tempo vai demorar? Vou estar acordado? Vai doer?
  • Quais são os riscos? Quais são as hipóteses de infecção ou de hemorragia, depois da biópsia?
  • Quanto tempo demora a recuperação?
  • Quando vou saber os resultados?
  • Se eu tiver cancro da próstata, quem falará comigo acerca dos passos seguintes? Quando?

SE NÃO FOR ENCONTRADO CANCRO?

Se o exame físico e os resultados dos testes não sugerirem a presença de cancro, o médico pode recomendar medicação para reduzir os sintomas causados por uma próstata aumentada. A cirurgia, é outro método para aliviar estes sintomas. A cirurgia mais usada, nestes casos, chama-se ressecção trans-ureteral da próstata ( RTUP ou RTU ). Na RTUP , é inserido um instrumento através da uretra, para remover o tecido prostático que exerce pressão contra a porção superior da uretra, restringindo o fluxo de urina. Deverá falar com o seu médico acerca da melhor opção de tratamento.

SE FOR ENCONTRADO CANCRO?

Se existir cancro, o patologista refere, geralmente, o grau do tumor. O grau revela-nos se o tecido tumoral difere muito do tecido prostático normal. Sugere-nos a velocidade provável de crescimento do tumor. Os tumores de alto grau tendem a crescer mais rapidamente, e a probabilidade de metastização é superior aos tumores de baixo grau.

Um dos sistemas de classificação dos tumores da próstata, classifica-os de G1 a G4. Outro método classifica-os através do "score" de Gleason: o patologista estuda amostras de tecido prostático ao microscópio; cada zona cancerígena recebe uma classificação, que vai do grau 1 ao 5. O patologista pode somar os dois graus mais comuns, para determinar o "score " de Gleason, ou somar o grau mais comum com o maior grau (mais anómalo). Os graus de Gleason variam de 2 a 10.

Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso. As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico.