Alguns conselhos

Preste atenção aos sintomas e vá ao médico com regularidade
Ainda que não haja uma cura definitiva para a AR, existem tratamentos que podem propiciar uma melhor qualidade de vida, com menos dor e maior mobilidade.

Para que o médico possa conhecer melhor a sua doença e proporcionar o tratamento mais indicado para o seu caso, é importante que esteja atento aos sintomas e sinais da AR e informe o médico caso eles surjam.

Comece o tratamento o mais cedo possível
Quanto mais cedo e mais rapidamente for feito o diagnóstico da AR, melhor. Isto porque, geralmente, quanto mais cedo se começa o tratamento, menor é a dor e os danos nas articulações.

Proteja as suas articulações
Alguns recursos adaptativos podem ser utilizados para auxiliar a realização de tarefas em casa e no trabalho, e podem tornar o seu dia-a-dia mais fácil (ver recursos de adaptação). A manutenção do peso recomendado pelo seu médico também é importante para diminuir a pressão sobre algumas articulações.

Exercícios e repouso
A prática de exercício físico moderado é bastante recomendada por médicos e fisioterapeutas. Não apenas para fortalecer os músculos e os ossos e aumentar a flexibilidade, como também para manter um peso adequado, o coração e pulmões saudáveis e a sensação de bem-estar geral.

Quando feitos na água, os exercícios têm os mesmos benefícios, com a vantagem de que o impacto sobre a articulação e a agressão na sequência de movimentos mal feitos é reduzido.

Se uma articulação manifestar sinais de inflamação – apresentando-se quente, dolorosa e/ou inchada – repouse, intercalando com leves exercícios de alongamento (que devem ser recomendados por profissionais especializados).

Consulte sempre o seu médico antes de iniciar a prática de qualquer exercício.

Converse com seu médico sobre o seu tratamento
O médico é a pessoa indicada para lhe dar toda a informação relacionada com a escolha dos tratamentos, possíveis efeitos secundários e resultados esperados (com o tratamento).

Antes de iniciar qualquer tratamento fale com o seu médico sobre as opções disponíveis.

Se considera que a medicação que está a tomar não tem o efeito desejado (combate à dor, à inflamação, etc.), se lhe provoca efeitos secundários intoleráveis, se tem qualquer dúvida acerca do seu tratamento ou quer saber mais sobre outras opções terapêuticas disponíveis pergunte ao seu médico.

Tome a sua medicação de forma responsável
Alguns medicamentos podem levar semanas ou meses até que os benefícios decorrentes da sua utilização possam ser notados.

Desta forma, ainda que ache que o medicamento não está a fazer efeito, ou sinta que está a causar efeitos secundários, não interrompa o tratamento sem antes consultar o seu médico.

Parar um tratamento abruptamente pode não apenas anular qualquer benefício do tratamento, ainda que mínimo, como pode ser bastante perigoso para a sua saúde.

Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso. As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico ou farmacêutico.