Literacia na área da demência pode ajudar a reduzir estigmas
Literacia na área da demência pode ajudar a reduzir estigmas

 

Literacia na área da demência pode ajudar a reduzir estigmas 

 

Há 30 anos que a Alzheimer Portugal presta apoio a pessoas com demência e aos seus cuidadores. No ano passado, a associação venceu uma das Bolsas de Cidadania da Roche com um projeto para aumentar a literacia nesta área.

Além da criação de um novo site para a Alzheimer Portugal, que está em marcha, foram delineadas ações de esclarecimento e também ações de formação online.

“A ideia era aproximar estas sessões e formações às necessidades reais das pessoas”, conta Ana Margarida Cavaleiro, diretora de formação e projetos da Alzheimer Portugal.

O público tem sido muito variado. Não são apenas as pessoas com demências ou os seus cuidadores a participar nas formações. Também tem havido adesão por parte de pessoas que apenas têm interesse na área das demências e vontade de aprofundar os seus conhecimentos.

“Conseguimos, assim, chegar a toda a sociedade e contribuímos para a literacia nesta área de uma forma mais alargada. A Bolsa de Cidadania foi fundamental para concretizar estes projetos, que estavam pensados e desenhados há muitos anos. E este prémio não se extingue, porque temos agora as bases para lhe dar seguimento. Conseguimos começar a fazer as atividades de forma regular, com continuidade”, salienta Ana Margarida Cavaleiro.

Para a Alzheimer Portugal, esta é uma “aposta que foi ganha” e que permitiu também contribuir para reduzir o estigma com que a sociedade ainda olha para as pessoas com demência:

“Um dos grandes resultados deste projeto tem a ver com a redução do estigma. Conforme vamos avançando com as ações, percebemos que nos colocam questões de forma cada vez mais aberta. A sociedade está a ficar mais aberta e as ações estão a ajudar a quebrar o estigma e a forma diferente de olhar para as pessoas com demência”.

Revistámos, assim, o projeto “Capacitação para a literacia na área das demências”, vencedor em 2019 de uma das Bolsas de Cidadania Roche, iniciativa que visa financiar ideias ou projetos de associações de doentes e outras Organizações Não Governamentais (ONG)”.

Este projeto galardoado no ano passado é um dos muitos que a Alzheimer Portugal desenvolve na sua missão de apoiar pessoas com demência e os seus cuidadores.

Em média, a associação consegue apoiar anualmente entre 6.500 a 7.500 pessoas.

A edição de 2020 das Bolsas de Cidadania da Roche recebeu 45 candidaturas. Os vencedores desta 6ª edição serão anunciados em breve.