Linfoma não-Hodgkin: Falar com o Médico - www.linfoma.com.pt

LINFOMA NÃO-HODGKIN: FALAR COM O MÉDICO

Na maioria dos casos, é extremamente importante que os familiares ou amigos falem com o médico e a equipa médica do doente. Os familiar ou amigos devem estar tão informados como o doente sobre o linfoma não-Hodgkin, o seu tratamento e efeitos secundários e os possíveis resultados.

Alguns médicos podem sentir alguma relutância em dar informações aos familiares e amigos. Podem dar prioridade ao seu relacionamento com o doente e considerar muitos assuntos confidenciais, considerando que não devem ser partilhados com terceiros sem a autorização do doente. 

Neste caso, pode também ser importante que o doente clarifique, se possível, que pretende que o familiar ou amigo que o acompanha participe nas discussões e decisões sobre a sua situação clínica, o respectivo tratamento e resultados. 

Também pode ser de grande utilidade o familiar ou amigo acompanhar o doente nas consultas. O médico e membros da sua equipa podem sugerir fontes de apoio para os familiares e amigos e também para os doentes.

 

 

Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso.

As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico ou farmacêutico.

 

Termos Legais | Política de Privacidade | Glossário

© Todos os direitos reservados Roche Farmacêutica Química Lda