Linfoma não-Hodgkin: Outros sintomas - www.linfoma.com.pt

LINFOMA NÃO-HODGKIN: OUTROS SINTOMAS NÃO ASSOCIADOS AOS GÂNGLIOS LINFÁTICOS

Embora o sintoma mais frequente de linfoma não-Hodgkin seja o aumento de volume de um gânglio linfático existem outros sintomas comuns, entre os quais se contam:

Os sintomas constitucionais não são específicos e indicam que a pessoa está doente. Os sintomas constitucionais mais frequentes no linfoma não-Hodgkin são os seguintes:

Os três primeiros sintomas - febre, suores nocturnos e perda de peso - são muitas vezes utilizados para definir o estadiamento do linfoma não-Hodgkin. Para uma pessoa que apresente um ou mais destes sintomas pode adicionar-se a letra 'B' ao estadiamento do linfoma. Por exemplo, o linfoma não-Hodgkin de estadio IIB indica a presença de um ou mais destes três sintomas, ao passo que o estadio IIA indica que nenhum destes sintomas está presente. Por este motivo, estes três primeiros sintomas são por vezes designados por 'sintomas B'.

Outros sintomas gerais que as pessoas com linfoma não-Hodgkin podem manifestar são os seguintes:

Podem também ocorrer outros sintomas completamente diferentes se o linfoma se localizar noutra parte do organismo, fora dos gânglios linfáticos. Por exemplo, o linfoma no estômago ou nos intestinos pode causar dor abdominal, indigestão ou diarreia.





Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso.

As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico ou farmacêutico.

 

Termos Legais | Política de Privacidade | Glossário

© Todos os direitos reservados Roche Farmacêutica Química Lda