SINTOMAS E DIAGNÓSTICO DO LINFOMA NÃO-HODGKIN

Todos os sintomas provocados pelo linfoma não-Hodgkin podem também dever-se a outras doenças. Não existem sintomas específicos do linfoma não-Hodgkin Por outras palavras, nenhum sintoma isolado pode garantir a presença de linfoma não-Hodgkin. Este é um dos motivos pelos quais os exames de diagnóstico são tão importantes para estabelecer o diagnóstico de linfoma não-Hodgkin.

Muitas vezes, os doentes não apresentam sintomatologia aquando do diagnóstico de linfoma não-Hodgkin. O linfoma pode ser descoberto durante um exame médico de rotina ou no decurso de uma investigação relativa a outra doença, como em hemogramas ou radiografias ao tórax. Isto acontece sobretudo em doentes com linfoma não-Hodgkin indolente, que evolui lentamente e na maior parte dos casos, permanece sem sintomas durante muito tempo.

Quando se manifestam, os sintomas podem dividir-se em quatro grupos:

  • Inchaço num ou mais gânglios linfáticos
  • Sintomas constitucionais (como sintomas de mal-estar geral)
  • Sintomas atribuíveis ao aumento dos gânglios linfáticos
  • Sintomas atribuíveis à diminuição do número de células sanguíneas

Sintomas frequentes
Outros sintomas não associados aos gânglios linfáticos

 

 

Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso.

As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico ou farmacêutico.

 

Termos Legais | Política de Privacidade | Glossário

© Todos os direitos reservados Roche Farmacêutica Química Lda