PRINCÍPIOS DE ESTADIAMENTO DO LINFOMA NÃO-HODGKIN

Determinar o estadio do linfoma não-Hodgkin depende da sua localização, da quantidade de grupos de gânglios linfáticos afectados e da sua extensão para outras zonas do organismo.  Este processo implica diversas avaliações de estadiamento para se determinar a extensão da doença.


O sistema de estadiamento mais frequente do linfoma não-Hodgkin utiliza quatro estadios identificados por números romanos.

Embora sejam utilizados diversos sistemas para definir o estadiamento dos linfomas não-Hodgkin, designadamente o sistema Ann Arbor, o sistema mais frequente usa quatro estadios, em numeração romana de I a IV. Na sua forma mais simples, os estadios I e II são frequentemente agrupados por ambos serem indicadores de doença ainda em fase inicial, do mesmo modo que os estadios III e IV são agrupados por ambos indiciarem uma doença em fase mais avançada.

 

          • Estadio I - envolvimento de um único gânglio linfático
          • Estadio II - envolvimento de duas ou mais regiões linfáticas no mesmo lado do diafragma , no tórax ou no abdómen
          • Estadio III - envolvimento de duas ou mais regiões linfáticas, no tórax e no abdómen
          • Estadio IV - envolvimento de um ou mais órgãos extra-linfáticos (por exemplo, medula óssea, fígado ou pulmões)

Acrescenta-se ao número que representa o estadio a letra 'A' ou 'B' para representar a presença, ou não, de três sintomas específicos:

  • Febre recorrente, inexplicada (com temperaturas acima de 38oC)
  • Suores nocturnos
  • Perda não intencional de peso superior a 10% nos últimos 6 meses

A letra 'A' significa que nenhum destes sintomas está presente, ao passo que a letra 'B' indica a presença de pelo menos um destes sintomas. Assim,  por exemplo, uma pessoa com linfoma não-Hodgkin estadio IIB tem linfoma num ou mais grupos de gânglios linfáticos, todos eles localizados no tórax ou no abdómen, para além de manifestar um ou mais dos três sintomas atrás descritos.  Uma pessoa com linfoma não-Hodgkin estadio IVA tem um linfoma com envolvimento extra-linfático e não manifesta nenhum daqueles três sintomas. 

 

 

Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso.

As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico ou farmacêutico.

 

Termos Legais | Política de Privacidade | Glossário

© Todos os direitos reservados Roche Farmacêutica Química Lda