Cancro da Próstata: Quais as formas de detecção do Cancro da Próstata no infoCancro
infoCancro - Tudo sobre cancro
Roche

CANCRO DA PRÓSTATA: FORMAS DE DETECÇÃO

Antes de se desenvolverem quaisquer sintomas, pode ser feito um rastreio à população masculina. Apesar de, até agora, os estudos não terem demonstrado que os exames de rastreio reduzem o número de mortes, por cancro da próstata, pode querer falar com o médico acerca dos possíveis benefícios e riscos de fazer rastreio para esta doença. A decisão de fazer o rastreio, é pessoal. Cada pessoa deve decidir acerca dos prós e contras do rastreio, depois de devidamente informada.

O médico pode dar-lhe informação adicional sobre estes exames de rastreio:

  • Toque rectal (exame rectal digital): depois de colocar umas luvas, o médico insere um dedo lubrificado dentro do recto, e palpa a próstata, através da parede rectal, para verificar se detecta zonas duras ou granulosas.
  • Análise clínica para o antigénio especifico da próstata (PSA): através de uma análise laboratorial, verifica-se o nível de PSA numa amostra de sangue do homem. Um nível elevado de PSA é, geralmente, causado por HBP ou prostatite (inflamação da próstata). Também pode resultar de cancro da próstata.

O toque rectal e o teste de PSA podem ser usados para detectar problemas na próstata, mas não mostram se é um cancro ou outro problema menos grave. O médico irá usar os resultados destes testes, para ajudar a decidir se deve continuar à procura de sinais de cancro ou não.




Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo e não substituem o aconselhamento médico. Os tratamentos de cada pessoa devem ser individualizados e conduzidos por profissionais de saúde, sendo o médico que acompanha o doente quem poderá indicar qual o tratamento adequado a cada caso. As instruções do médico e dos restantes profissionais de saúde que o acompanham devem ser rigorosamente seguidas, pelo que sugerimos que contacte sempre o seu médico ou farmacêutico.